jump to navigation

Pais e Jovens Vidas 6 de Outubro de 2011

Posted by thiagorogel in Família, Vida.
trackback

Talvez eles queiram apenas chamar sua atenção

Não queriam gritar
Queriam ser ouvidos
Não queriam brigar
queriam que lhes perguntasse:
– como está ?

Os jovens agem e nem percebem
dizem com atos o que já transborda no coração
Falam mas não são as palavras que explicam tudo
É a entonação, o volume…

Talvez o pai só precisa se sentar ao lado
na beira da cama
lhe desse a atenção que em toda a vida não tenha tido
o jovem só queria tê-lo por aquele momento
só para ele

Talvez a mãe
devesse tentar bater na porta
e mesmo depois de ouvi-lo gritar 3 vezes
– “me deixa em paz”
Mais uma vez deveria bater
com uma voz doce mostrar e dizer
– “eu estou contigo filha(o)”
– “deixe-me te ajudar… ou ao menos te abraçar”

Talvez ao pai e a mãe
se eles estiverem naquele dia especial
que seu filho ganhou o prêmio no esporte que pratica
faria diferença olhar para arquibancada e vê-los sorrindo
e ainda mais,
quando chegasse perto poder abraçá-los
e ouvir de vocês
com olhos brilhando
como ficaram contentes

As crianças sentem falta dos pais
quando não vão buscá-las no portão da escola
ou quando não vão representá-las
em suas reuniões
E os jovens e adolescentes ?
não sentiriam ainda mais ?

hoje penso que talvez… apenas talvez…
eles gostariam de ver seus pais na platéia
eles estão no palco da vida
precisam de apoio
precisam ouvir gritos “vai lá”, “você consegue filho(a)”
precisam ser abraçados quando perderem na vida
e vão perder

hoje penso que quando frustrados estiver seu filho
e irritado se sentar na calçada
na cama, ou ir pra qualquer lugar
talvez… apenas talvez…
vai valer a pena ir até ele
vencer sua barreira inicial que diz
“sou alto suficiente”
mas por dentro pede atenção
pede esse presente
esteja por perto
eu preciso de vocês.

Muitos vão dizer que é cafona
que vão pagar “maior mico”
mas logo vão perceber
a vida pra quem é protagonista
sempre nos leva olhar para a arquibancada
e será incrível poder vê-los por lá
pulando…
torcendo…
gritando…
de braços abertos quando sentir fracassado
ou quando tiver medo e pensar que não vai conseguir

É incrível olhar para os pais
e vê-los como exemplo

ver que também não são super heróis
e que na hora do desespero
eles se ajoelharam
e clamaram pela ajuda do Senhor
a cena ficará guardada para todo o sempre

os jovens
talvez… apenas talvez…
mas acho que aprenderão
que quando não puder tê-los mais por perto
e não vê-los na arquibancada
no momento de angústia
vão se lembrar…
que de joelhos se rendendo ao grande amor de Deus
humildemente, clamando a Jesus
Ele vai te ouvir
Ele sempre ouviu seus pais
Então uma nova história começa…

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s