jump to navigation

A poesia urbana que o ABC/SP viveu 12 de Abril de 2014

Posted by thiagorogel in Enquanto isso.
trackback

Quando por algum motivo os lixos que produzimos não são eliminados
não são levados de nossa frente
todos percebem,
que todos produzem lixos

Alguns mais e outros menos

o engraçado é ver que alguns querem se livrar do seu lixo
e não estão nem aí se o jogam no outro
na casa do outro
querem se livrar do lixo que sai dele
de qualquer jeito

a ponto de jogar seu lixo na outra pessoa

se tivermos limitações nas coletas de lixos de nossas vidas…
daí pensaríamos em produzir menos lixos ?
será que só assim… ?

acho que não.

quem fica muito tempo perto do odor
se acostuma com ele

quem faz seu lixo
já se acostumou
e nem percebe mais

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s