jump to navigation

Nossa praça e o xadrez do tempo 10 de Maio de 2016

Posted by thiagorogel in Uncategorized.
trackback
Das repetidas vezes
De sempre em sempre
Indo na praça e nos sentando nos bancos
Proseando sobre tudo
Opinando sobre o mundo
E de anos e anos
Também surgiam amigos proseando
A gente acabava rindo e dividindo as dores
Nossos filhos balançavam nas árvores
Enquanto jogávamos xadrez do tempo
Os jovens
Também iam pra praça
Às vezes levavam amigos
Mas acabavam vivendo por ali mesmo
E então de ali e ali
De se sentar no banco
Jogar e balançar nas árvores
De tanto um olhar para o outro
As prosas viravam debates
E os temas eram sempre vizinhos
Do menino do outro lado do muro
De quem estava sentado
De quem se balançava na árvore
Então
Não queria dizer que era ruim ir pra praça
Tinha aprendido como é bom repartir
O xadrez do tempo
As dores e risadas
Os verbos dos papos nos ensinavam
Enquanto enfrentávamos nós mesmos
Então
Eu peguei um tijolo
E de frente pra praça
O levantei bem alto
E gritei muito forte
Vamos construir !!!!
A nossa ponte está quebrada
E muitos olham de longe nossa praça
Mas não conseguem vir aqui
Vamos construir
Garanto que existem outras praças
E onde eles estão
Olhem lá longe !!!
Enquanto apontava
Olhem lá longe !!!
Ou nossa praça se moveu
Ou a gente saiu pra longe
Que a gente nem viu
Eles estão muito longe
E nem percebemos
Que as pessoas também têm praças
Eu quero ir até lá
Montar um balanço
Mostrar mais sobre nosso xadrez do tempo
Enquanto conto risadas e as dores daqui
Acho que lá também tem
Certamente perceberão que há prosas e ritmos
Eu quero lhes contar os verbos da vida
Então me indagaram
Gritaram
Perguntaram bem alto
Mas aqui não se constrói pontes de tijolos…
Então me calei e pensei
Olhei pra minha mão
Olhei pra eles
Lá bem longe
..
Respondi enquanto me virava pra ir…
Não tem problema
Precisamos construir uma ponte
Em minha mão eu tenho um tijolo
Eu vou construir uma ponte
Nota:
Texto inspirado e escrito durante o Rock no Vale 2015 realizado em arujá no acampamento dos Jovens da Verdade. Ao som de Marcos Almeira, Tiago Iorc etc
Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s