jump to navigation

A beleza dos pássaros em vôo 22 de Dezembro de 2012

Posted by thiagorogel in Canta Comigo (outros peregrinos).
add a comment

Eu me atrevi a falar sobre as árvores e fiz silêncio sobre os ossos secos.

Isso me condenou a anos de solidão. Mas, se falei sobre árvores é porque acredito que são os poemas sobre árvores que ressuscitam os ossos secos espalhados no deserto.

Visões de ossos secos não têm poder para dar vida aos ossos secos…

Imaginei um político que nascesse da beleza . Lutam melhor os que têm sonhos belos.

Somente aqueles que contemplam a beleza

são capazes de endurecer “sem nunca perder a ternura”.

*Guerreiros ternos, Guerreiros que lêem poesias. Guerreiros que brincam como crianças…

.

Assim abandonei as inspirações éticas e políticas da teologia – justificação pelas obras – e dexei-me levar pela felicidade estética – justificação pela graça. “E viu Deus que era muito bom…” ** “O paraíso é, antes de tudo, um belo quadro”, diz Bachelard.

.

Alegria para os olhos, alegria para o corpo. Deus, em oposição aos seus adoradores, que fecham os olhos para vê-Lo melhor, abre os Seus e se alegra. O ato de ver é uma oração. O místico não se encontra no invisível. O místico se encontra no visível. O visível é o espelho onde Deus aparece refletido sob a forma de beleza. Deus é um esteta. Quem experimenta a beleza está em comunhão com o Sagrado.

.

Me acusarão, como me acusaram: “Uma opção aristocrático, para poucos!” Sim, se se acreditar que os humildes e pobres são criaturas embrutecidas pelo sofrimento, com sentidos e almas insensíveis. Mas eu não creio assim. Creio que, dentro de todos, mora, adormecidas, a nostalgia pela beleza. Estou apenas fazendo eco a um poema que se encontra incrustado nas Confissões, de Santo Agostinho:

” perguntei a terra (…), perguntei ao mar e às profundezas, enre os animais viventes, às coisas que rastejam. (…)

Perguntei aos ventos que sopram,

aos céus, ao sol, à lua, às estrelas (…)

e a todas as coisas que se encontram às portas da minha carne (…)

Minha pergunta era o olhar com que as olhava

Sua resposta era a sua beleza. ”

.

Nota:

Trecho do livro de RUBEM ALVES – SE EU PUDESSE VIVER MINHA VIDA NOVAMENTE (PG 21)

Citações do autor::

* Citação de Che guevara

** Citação de Genesis 1:31

*

Anúncios